Spa para bebês

Traga a sensação de paz e relaxamento aos pequeninos do berçário

Da Redação | Adaptação web Caroline Svitras

O que te faz lembrar o termo “o sublime lugar do calor?” Talvez, uma praia paradisíaca ou um campo bem arborizado? Para a cultura oriental, nada mais é do que o útero materno. Foi nesse princípio milenar que os orientais conseguiram chegar até o ofurô, que literalmente quer dizer “o sublime lugar do calor”. Suas características e métodos de imersão sempre foram para fins terapêuticos.

 

No Brasil, a cultura terapêutica também já existia com os povos indígenas, instalando as aldeias sempre à beira de um rio, os seus rituais utilizavam os banhos com a finalidade da cura. Com as aglutinações culturais e pesquisas científicas, comprova-se a eficiência do ofurô, principalmente para os bebês, que sem dúvida acertariam a essa pergunta.

 

E esses recursos podem ser usados nas escolas como forma de ativar a circulação sanguínea dos bebês, diminuir as crises de cólicas, ajudar a eliminar as toxinas do organismo, trazer paz e harmonia e deixar menos traumática a separação de pais e criança, principalmente quando este tão pequeno, tem que já frequentar a escolinha.

 

Assim como nas demais unidades do Colégio Itatiaia, a unidade localizada no bairro do Campo Belo oferece o banho de ofurô periodicamente. “O banho relaxa e estimula o desenvolvimento neuropsicomotor, responsável pelo sistema nervoso, aspecto psicológico e coordenação motora”, explica a coordenadora Regina Célia Rizzo.

 

A intenção do Colégio Itatiaia em oferecer um momento relaxante e divertido ao bebê trouxe a ideia de aderir a esse método usado há tanto tempo pelos japoneses, agora espalhado pelo mundo. “A sensação de prazer é visível e eles permanecem tranquilos e relaxados. O banho acalma e é recomendado nos dias que estão mais agitados”, completa Regina.

 

 

 

Revista Guia Prático do Professor – Educação Infantil Ed. 122