Educação Inclusiva

Saiba mais como deve ser a sua atuação em sala de aula para fomentar a inclusão e promover a integração dos alunos para que eles conheçam melhor seus colegas com deficiência

Da Redação | Foto: Itaci Batista | Adaptação web Caroline Svitras

O debate sobre a Educação Inclusiva tem acontecido há alguns anos e, na teoria, muitos professores já estão por dentro de como ela acontece, mas, na prática, os desafios ainda são novos e as soluções também. Porém, de acordo com a consultora de Educação Inclusiva, psicóloga, pedagoga especialista e psicopedagoga, Marina da Silveira Rodrigues Almeida, os professores não precisam de receitas prontas. “A Escola Inclusiva ajuda o professor a desenvolver habilidades e estratégias educativas adequadas às necessidades de cada aluno”, explica ela.

Para Marina, essa nova forma de ver a educação favorece e incentiva a criação de laços de amizade entre todos os alunos; promove o empoderamento, a autonomia, a independência e a cidadania; desenvolve a capacidade de vislumbrar um projeto de vida produtiva e independente; entre outras vantagens. Por isso, entenda melhor como funciona esse novo modelo, qual é o papel do professor e veja as sugestões da especialista em como integrar os alunos com deficiência com o restante da turma – e fazer os que não têm deficiência entender melhor o seu colega e suas limitações.

 

Para conferir na íntegra garanta a sua revista Guia Prático do Professor – Educação Infantil Ed. 164 aqui!

Adaptado do texto “Educação Inclusiva”