Bricadeiras, movimento e arte

Dramatize obra de artistas consagrados com os seus alunos

Fotos: Itaci Batista | Adaptação web Caroline Svitras

 

De acordo com a arte-educadora da prefeitura municipal de Taubaté, Gabriela Fernanda Mariano, o movimento, a brincadeira e a Arte estão presentes na vida de toda criança, e o conhecimento do mundo, a construção de sua identidade e sua relação com a natureza e a sociedade deve ser formada de maneira significativa e estimuladora.

 

Gabriela diz que o trabalho amplia as possibilidades expressivas do próprio movimento, utilizando gestos diversos, o ritmo corporal nas suas brincadeiras, danças, jogos e demais situações de interação. Já o jogo dramático engloba várias ações e a utilização dos sentidos: visão, tato, audição. “Além da percepção sensorial, os alunos irão trabalhar o controle do corpo e a orientação do espaço, a coordenação motora e a percepção do corpo. O jogo faz a criança vivenciar o faz de conta, a criação e a expressão corporal e verbal. O trabalho com o jogo pode ser feito com artes visuais e proposto em todas as atividades na Educação Infantil”, ressalta a arte-educadora.

 

 

Adaptação do texto “Arte e movimento”

Revista Guia Prático do Professor – Educação Infantil Ed. 115